Juventudes e Políticas Públicas: Reflexões quanto a Garantia do Direito as Seguranças

  • Giovane Antonio Scherer Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUCRS
Palavras-chave: Juventudes. Seguranças. Políticas Públicas

Resumo

O presente artigo apresenta um debate a respeito do contexto de (in)segurança social a qual as juventudes são impactadas, apontando para a importância da garantia do direito as seguranças, compreendido como um direito humano, necessário de materialização pela via das políticas sociais. Apresenta-se uma breve análise dos programas e projetos voltados para a garantia do direito as seguranças das juventudes, ressaltando a importância da articulação intersetorial com vistas a possibilitar a garantia universal e indivisível dos direitos desse segmento social

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Giovane Antonio Scherer, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUCRS
Assistente Social, mestre e doutorando em Serviço Social pelo Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUCRS. Atualmente é professor da Faculdade de Serviço Social da PUCRS e da ULBRA, atuando também como pesquisador associado ao Grupo de Estudos e Pesquisas em Ética e Direitos Humanos e do  Grupo de Estutos e Pesquisas em Redes, Identidades e Subjetividade da FSS/PUCRS; e do Observatório Juventudes PUCRS. Tem experiência na área de Serviço Social, com ênfase no trabalho com a infância e juventudes, atuando principalmente nos seguintes temas: juventudes, identidades, arte, teatro, direitos humanos, justiça restaurativa e segurança.

Referências

AGUISKY, Beatriz; CAPITÃO, Lúcia. Violence and socieducation: an ethical inquiry based on the contributions of restorative justice. In: Revista Katálysis, Volume 11, número 2 – Florianópolis (SC), junho - dezembro 2008

AQUINO, Luseri In: CASTRO, Jorge Abraão; AQUINO, Luseni Maria; ANDRADE, Carla Coelho. Juventude e Política Social no Brasil, IPEA – Brasília, 2009

BARBIANI, Rosangela. Mapeando o discurso teórico latino-americano sobre juventude(s): a unidade na diversidade. In: Revista Textos e Contextos, Volume 06 n. 1, Porto Alegre, RS. 2007. Disponível em http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fass/issue/view/92

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil, 1988.

CARA, Daniel; GAUTO, Maitê. Juventude: percepções e exposição à violência. In ABRAMOVAY, Miriam; ANDRADE, Eliane; ESTEVES, Luiz Carlos (org). Juventudes: outros olhares sobre a diversidade. 1ª ed. Brasília, 2009.

ESTEVES, Luiz Carlos; ABRAMOVAY, Miriam; Juventude, juventudes: pelos outros e por elas mesmas In: ABRAMOVAY, Miriam; ANDRADE, Eliane; ESTEVES, Luiz Carlos (org). Juventudes: outros olhares sobre a diversidade. 1ª ed. Brasília, 2009

FERREIRA, Helder; FONTOURA, Natália; CAMPOS, André et al. Juventude e Políticas de Segurança Pública no Brasil. In: CASTRO, Jorge Abraão; IPEA – Brasília, 2009

GONZALEZ, Roberto. Políticas de Emprego para Jovens: Entrar no Mercado de Trabalho é a Saída? In: CASTRO, Jorge Abraão de; AQUINO, Luseni Maria de; ANDRADE, Carla Coelho (org) Juventudes e Políticas Sociais no Brasil. IPEA - Brasilia, 2009.

IAMAMMOTO, Marilda Vilela. Serviço Social em tempo de capital fetiche: capital financeiro, trabalho e questão social. 2ª ed. São Paulo, SP: Ed. Cortez, 2007.

Instituto de Filosofia e Linguística – IPL. Dicionário de Filosofia Moral e Política. Fundação de Ciência e Tecnologia, 2010. Disponível em http://www.ifl.pt/index.php?id1=11, acesso em 10 de junho.

IPEA, Políticas Sociais: Acompanhamento e Análise, 2008, disponível em http://www.ipea.gov.br, acesso em 27.06.2012

JACCOUD, Luciana; HADJAB, Patricia D; ROCHET, Juliana. A Política de Assistência Social e a Juventude: Um Diálogo sobre a Vulnerabilidade Social? IN: Juventude e Política Social no Brasil, IPEA – Brasília, 2009.

LEAL, Maria de Fátima Pinto; CÉSAR, Maria Auxiliadora. Indicadores de Violência Intra-Familiar e Exploração Sexual Comercial de Crianças e Adolescentes. CECRIA – Centro de Referência, Estudos e Ações sobre Crianças e Adolescentes, 1998.

LEON, Alessandro Lutfy Ponce. Juventude, Juventudes: Uma Análise do Trabalho e Renda da Juventude Brasileira. In: ABRAMOVAY, Miriam; ANDRADE, Eliane; ESTEVES, Luiz Carlos (org). Juventudes: outros olhares sobre a diversidade. 1ª ed. Brasília, 2009

OIT , Panorama Laboral 2011 América Latina y el Caribe, 2011, disponível em http://www.oit.org.pe/1/wp-content/uploads/2012/01/OIT-PL-2011.pdf, acesso em 25.06.2012

OIT. Trabajo Decente y Juventud América Latina, 2007, disponível em http://white.oit.org.pe/tdj/informes/pdfs/tdj_informe_reg.pdf, acesso em 26.06.2012.

ONU. Assembleia Geral das Nações Unidas. Declaração Universal dos Direitos Humanos. 1948.Disponivel em http://portal.mj.gov.br/sedh/ct/legis_intern/ddh_bib_inter_universal.htm, acesso em Março de 2014

PEREIRA, Karine Yanne de Lima; TEIXEIRA, Solange Maria. Redes e intersetorialidade nas políticas sociais: reflexões sobre sua concepção na política de assistência socialIN: Textos & Contextos (Porto Alegre), v. 12, n. 1, p. 114 - 127, jan./jun. 2013, disponível em http://revistaseletronicas.pucrs.br/fass/ojs/index.php/fass/article/view/12990/9619, acesso em Julho de 2014.

Programa das Nações Unidas para o desenvolvimento (PNUD). Relatório do Desenvolvimento Humano 1994, disponível em http://www.pnud.org.br/IDH/DH.aspx acesso em outubro de 2012

SALES, Apolinário Mione. (In)visibilidade perversa: adolescentes infratores como metáfora da violência. São Paulo: Ed Cortez, 2007.

SCHERER, Giovane. Serviço Social e Arte: Juventudes e Direitos Humanos em Cena. Ed. Cortez. São Paulo: SP, 2013.

Secretaria Nacional de Juventude - SNJ. Agenda Juventude Brasil: Pesquisa Nacional do Perfil e Opinião dos Jovens Brasileiros, 2013. Brasília, novembro de 2013, disponível em http://www.juventude.gov.br/noticias/arquivos/pesquisa-atualizada-16-01.2013, acesso em maio de 2014.

SESEPE, Dados Penitenciários, disponível em http://www.susepe.rs.gov.br/conteudo.php?cod_menu=32, acesso em 15.06.2012

SILVA, José Fernando S. da. O Método em Marx e o Estudo da Violência Estrutural In: Revista Serviço Social e Realidade, V. 13 n° 2, Franca, SP, 2004

SOARES, Luiz Eduardo. Juventude e Violência no Brasil Contemporâneo In: NOVAES, Regina; VANNUCHI, Paulo. Juventude e Sociedade: Trabalho, Educação, Cultura e Participação. 2° Ed. São Paulo SP: Ed. Fundação Perceu Abramo., 2007.

SOUZA, Robson S. Juventudes e Violência: Novas Demandas para a Educação e a Segurança Pública. In: Revista Brasileira de Segurança Pública, Ano 4 Edição 6 Fev/Mar 2010

SPOSATI, Aldaíza. Modelo Brasileiro de proteção Social Não Contributiva: Concepções Fundantes. In: Concepção e Gestão da Proteção Social Não Contributiva no Brasil. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome; Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e a Cultura, Brasília, DF, 2009.

SSPRS, Secretaria de Segurança Pública do RS, Departamento de Gestão e Estratégia Operacional. Homicídios no Rio Grande do Sul em 2011, Estudo Técnico 04/2011, disponível em http://www.ssp.rs.gov.br/upload/20120319112308estudo_tecnico_n__04___homicidios_no_rs_2011_editado_14.02.12.pdf, acesso em 21.06.2012

TEJADAS, Silvia da Silva. Juventude e ato infracional: as múltiplas determinações da reincidência. Porto Alegre, RS: EDIPUCRS, 2007.

Publicado
2014-12-16
Como Citar
1.
Scherer GA. Juventudes e Políticas Públicas: Reflexões quanto a Garantia do Direito as Seguranças. Juventude e Políticas Públicas [Internet]. 16º de dezembro de 2014 [citado 1º de dezembro de 2020];1(1). Disponível em: https://revistasnj.mdh.gov.br/index.php/snj/article/view/GIOVANE%20SCHERER