Dos espaços de identidade aos espaços de visibilidade

  • Mário Pires Simão Observatório de Favelas do Rio de Janeiro
Palavras-chave: juventude, favelas, espaços populares, diferença, comunicação

Resumo

Este artigo tem como objetivo identificar movimentos de visibilidade de jovens de origem popular, residentes em favelas cariocas a partir do seu espaço vivido. Parte-se da argumentação que estes têm construído estratégias para enfrentar a invisibilidade política, corpórea e conceitual que historicamente condicionam suas vidas. Discutimos as conseqüências do ordenamento moderno para a noção de juventude. Há uma cronobiologia que sustenta a construção de tipologias com o objetivo de homogeneizar estes sujeitos. Contudo, a juventude é uma categoria em disputa política. Assinala-se a invisibilidade de jovens oriundos de determinadas favelas da cidade do Rio de Janeiro, destacando-se que existem diferentes modos de ser e estar jovem e, especialmente estes jovens têm suas vidas marcadas pela desigualdade e pela distinção territorial de direitos.  Em busca da visibilidade destes sujeitos, construímos uma análise sobre estes no espaço da vida, reunindo informações sobre trajetórias de vida e práticas culturais a partir de entrevistas e grupos focais com jovens situados entre 15 e 29 anos moradores de favelas cariocas. Ao final apontamos alguns movimentos de visibilização destes jovens, tais como: as novas representações estéticas que fazem de si e do espaço da favela em que vivem e as estratégias de comunicação e de construção de redes a partir das ferramentas da tecnologia digital.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mário Pires Simão, Observatório de Favelas do Rio de Janeiro
Geógrafo, Professor de Geografia, Mestre e Doutor em Geografia pela Universidade Federal Fluminense. Colaborador do Observatório de Favelas do Rio de Janeiro. Professor da Rede de Ensino do Estado do Rio de Janeiro.

Referências

ABRAMO, H. W. & BRANCO, P, P. M. (orgs.) Retratos da Juventude Brasileira: análises de uma pesquisa nacional. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2008.

ALMEIDA, M. I. M. & EUGENIO, F. (orgs)Culturas Jovens: novos mapas do

afeto. Rio de Janeiro: Zahar Editora, 2006.

ARENDT, Hannah. A condição Humana / Hannah Arendt; tradução de

Roberto Raposo – 10. ed – Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2009.

BARBOSA, J. L.; DIAS, C. G. Solos Culturais. Rio de Janeiro: Observatório

de Favelas, 2013

________________. A multiplicação da internet nas favelas e a visibilidade social dos jovens. Entrevista concedida ao Instituto Humanitas Unisinos. Fev/2013.

http://www.posgeo.uff.br/multiplicacao-da-internet-nas-favelas-e-visibilidade-social-dos-jovens-entrevista-com-jorge-luiz

BOURDIEU, P. Questões de Sociologia. Rio de Janeiro: Marco Zero, 1983.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder / Michel Foucault; organização e tradução de Roberto Machado – Rio de Janeiro: Edições Graal, 4ª ed. 1984.

GUIDDENS, A. As consequencias da modernidade. Tradução de Raul Fiker - São Paulo : Editora Unesp, 1991.

HARVEY, David. Condição pós-moderna. São Paulo: Edições Loyola, 1998.

JAMESON, Frederic. Espaço e imagem: teorias do pós-moderno e outros ensaios. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 1994

LEFEBVRE, H.La production de l’espace. 4e éd. Paris: ÉditionsAnthropos, 2000.

MASSEY, D.Filosofia da Espacialidade: algumas considerações. In:

Geographia, Revista da Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal Fluminense. Ano VI – N. 12. Niterói/RJ, UFF/EGG, 2004.

MOREIRA, R.A diferença e a Geografia. In: Geographia, Revista da Pós-

Graduação em Geografia da Universidade Federal Fluminense. Ano I, n.1.

Niterói/RJ, UFF/EGG, 1999.

PALACIOS, M. Cotidiano e sociabilidade no ciberespaço: apontamentos para discussão. In: NETO, A. F. & PINTO M. J. O indivíduo e as mídias. Rio de Janeiro: Diadorim Editora, 1996.

PIERUCCI, Antônio F. Ciladas da diferença. São Paulo: USP, Curso de Pós

Graduação em Sociologia: Editora 34, 1999.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Um discurso sobre as ciências / Boaventura de Sousa Santos. São Paulo: Cortez, 2003)

SMITH, Neil. Desenvolvimento Desigual. Natureza, Capital e a Produção do Espaço. Tradução de Eduardo de Almeida Navarro. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil Editora, 1988.

Publicado
2014-11-16
Como Citar
1.
Simão MP. Dos espaços de identidade aos espaços de visibilidade. Juventude e Políticas Públicas [Internet]. 16º de novembro de 2014 [citado 1º de dezembro de 2020];1(1). Disponível em: https://revistasnj.mdh.gov.br/index.php/snj/article/view/MARIO%20SIMAO